ARISTOCRACIA: Do grego “áristos” = excelente + “kratos” = poder: o governo dos melhores.
É o regime político idealizado por Platão (427-347 A.C) em sua obra: “A República”.

  • Há sociólogos que defendem o ponto de vista de que essa é a forma pela qual os povos selvagens teriam constituído os seus governos: supremacia do mais forte ou do mais sábio.
  • Essa aristocracia natural transformou-se, gradativamente, numa forma de governo, na qual o poder político é exercido pela nobreza hereditária.
  • Muitas vezes, a fundação de uma aristocracia decorreu de uma conquista, gozando os vencedores de privilégios transmissíveis à sua descendência.
  • Nos tempos atuais, a chamada aristocracia de sangue persiste em alguns países europeus, como a Inglaterra, a Holanda, a Bélgica e os países escandinavos, enquanto, por outro lado, se constituem outras aristocracias fundamentais no poder econômico: os Rockefeller, os Vanderbilt, os Ford, os Onassis e outros que ocupam os postos de comando de grandes empresas de influencia internacional.

Fonte: Pequena Enciclopédia de Moral e Civismo – Fundação Nacional de Material Escolar – Rio de Janeiro – 1972

Advertisements