Parece ficção científica, contudo não é. Em um simpósio realizado há uma década pela Sociedade de Neurociência dos EUA, um pesquisador Cleveland Clinic Foundation, nos Estados Unidos, anunciou uma experiência que mostrou que indivíduos saudáveis podem aumentar significativamente a força dos músculos abdutores e flexores através de treinamento mental . Isto é, pensar sobre o exercício sem realmente praticá-lo fisicamente. Em seus ensaios, 30 voluntários saudáveis com idades entre 20 e 35 anos trabalharam durante um treino com força máxima. Em seguida, fizeram as contrações “mentais” durante 15 minutos por dia, cinco dias por semana, durante 12 semanas. Para verificar se realmente houve crescimento dos músculos, os cientistas utilizaram eletromiografia. Depois das experiências, a força de abdução aumentou mais de 35% e  a força de flexão aumentou em 13,5% no grupo que realizou os exercícios “imaginários”, em comparação com o grupo de referência. Além disso, a ressonância magnética funcional realizada após treinamento cérebros mostraram uma atividade maior e mais concentrada no córtex pré-frontal em comparação com imagens anteriores ao treinamento.

Advertisements