Donald Taylor “Don” Ritchie , OAM (09 de junho de 1925 – 13 maio 2012) foi um australiano que oficialmente resgatou 160 pessoas de suicídio num período de 45 anos, embora sua família afirme que o número está mais próximo de 500. Ritchie residia ao lado do The Gap , um penhasco em Sydney , Austrália , conhecido por tentativas de suicídio. Em 2006, ele foi premiado com a Medalha da Ordem da Austrália, a citação oficial sendo de “serviço à comunidade através de programas de prevenção de suicídio”. Ritchie e sua esposa Moya foram também chamados “Cidadãos do Ano “para 2010 pelo Woollahra Conselho , a autoridade governamental local responsável pelo The Gap.

Ritchie explicou a sua intervenção em tentativas de suicídio dizendo “você não podia apenas sentar lá e ficar olhando pra eles”.

Alistou-se na Marinha Real Australiana em 1939 durante a Segunda Guerra Mundial , servindo a bordo HMAS Hobart e testemunhou a rendição incondicional das Forças imperiais japonesas na Baía de Tóquio em 2 de setembro de 1945, terminando oficialmente a II Guerra Mundial no Pacífico. Depois da guerra, ele tornou-se um vendedor de seguros de vida.

Ritchie morreu em 13 de maio de 2012, aos 86 anos.

Em http://en.wikipedia.org/wiki/Don_Ritchie.

Advertisements