foto/divulgação: / Malkia Zarité

Espetáculo faz parte da programação do Mês da Consciência Negra

Reunindo música, dança e emoção, o espetáculo Malkia Zarité é um dos destaques na programação do Mês da Consciência Negra na Capital. Viabilizada por meio de edital da Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes (FCFFC), com recursos do Fundo Municipal de Cultura, a montagem é baseada na história de Aqualtune, avó de Zumbi dos Palmares. O musical afro-brasileiro será apresentado, às 19h, no Teatro da UBRO, e na quinta e sexta-feira estará em cartaz no Teatro do Sesc, na Prainha. A entrada é franca.

 

Malkia Zarité é uma livre adaptação da obra “A Ilha sob o Mar”, escrita por Isabel Allende, que fala sobre Zarité, uma escrava do Haiti que encontrou na dança e na música uma forma de libertação. Baseando-se na ancestralidade de Zumbi, a peça conta a história de uma princesa negra do Congo que veio escravizada para o Brasil, passando a viver em Pernambuco, onde se torna uma das figuras mais importantes do Quilombo dos Palmares, principal núcleo de resistência contra a escravidão no país.

 

Dirigido por Renatha Flores, o espetáculo é um drama cantado, interpretado por atores, dançarinos, cantores e percussionistas envolvidos com a cultura negra. A montagem estreou em setembro, na Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), dentro da programação do 19º Festival de Teatro Isnard Azevedo, promovido pela Fundação Franklin Cascaes. Recentemente a peça foi apresentada no Festival a Cena Tá Preta (Salvador/BA), onde foi aplaudida pela ministra da Igualdade Racial Luiza Bairros.

 

Princesa guerreira

 

Alguns relatos históricos contam que Aqualtune era uma princesa africana, filha do Rei do Congo, que foi trazida como escrava para o Brasil após ser derrotada em uma guerra pela disputa do reino. Vendida para fins de reprodução, foi transportada em navio negreiro até o Porto de Recife.

 

Vivendo na região de Porto Calvo, Aqualtune conheceu as histórias de resistência e luta da população negra contra a escravidão, organizando com outros escravos uma fuga para Palmares. No quilombo, a princesa passou a exercer liderança, assim como seus filhos Ganga Zumba e Ganga Zona. Aqualtune também teve filhas, e uma delas deu-lhe o neto Zumbi, que se tornou um grande guerreiro.

 

O Quê: Espetáculo Malkia Zarité

Quando: quarta a sexta-feira (21 a 23/11)

 

Onde: Teatro da Ubro (quarta) – 19h

            Escadaria da Rua Pedro Soares nº 15 – Centro

 

Onde: Teatro do Sesc (quinta e sexta) – 20h

            Travessa Syriaco Atherino nº 100 – Prainha        

 

Quanto: gratuito

 

Ficha Técnica:

Direção: Renatha Flores

Produção Executiva: Felipe Pinho

Roteirista: Marcello Serra

Designer Gráfico: Camila Petersen

 

Elenco:

Amanda Amancio

Aldelice Braga

Diogo Vaz Franco

Eliane Ventura

Gloire Eolnedi

Guaraci Cabrera

Jefferson Nefferkturu

Paulo Minardi

Rodrigo Xavier

Samanta Daus Silvius

Jefferson Nefferkturu

Paulo Minardi

Raquel Chula

Rodrigo Xavier

Samanta Daus Silvius

galeria de imagens


Advertisements