Sete mil gestantes teresinenses ainda não tomaram a vacina contra a gripe. Esse número representa mais da metade desse segmento que deve se imunizar contra os vírus da influenza. O alerta é da Fundação Municipal de Saúde (FMS), da Prefeitura de Teresina, que faz um apelo para que esse grupo procure, urgentemente, as salas de vacina das unidades de saúde até hoje (20), prazo final da campanha, que não vai mais sofrer prorrogação na capital.

Das 13.440 gestantes de Teresina incluídas no grupo de potencial para a gripe, apenas 6.538 foram vacinadas durante a campanha, que teve início no dia 25 de abril. Esse número compreende 47,31% de cobertura vacinal, o que preocupa as autoridades sanitárias do município, uma vez que a mulher em fase gestacional é mais vulnerável às viroses que circulam no ambiente.

A coordenadora de Ações Assistenciais da FMS, médica Amariles Borba, garante que a vacina é segura e antes de ser distribuída para a campanha passou por um rigoroso processo de avaliação por meio de laboratório, da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) e de técnicos do Ministério da Saúde para garantir a sua eficácia e não levar potencials aos grupos para os quais é destinada.

“A vacina é de graça, não dói e está à disposição dos grupos de potencial em todas as salas de vacina das unidades de saúde de Teresina, inclusive em postos volantes, instalados pela Fundação Municipal de Saúde no Pão de Açúcar da Avenida Homero Castelo Branco e no Teresina Shopping”, reitera Amariles, afirmando também, que os vírus da gripe, durante este ano, levaram graves potencials de saúde à algumas gestantes que não estavam imunizadas.
 
Outros grupos :
 

A vacina também está à disposição das crianças da faixa etária de seis meses a dois anos, cuja meta é imunizar um total de 21.070. Boletim divulgado pela FMS na última quarta-feira (18), registrou imunização de 15.525 crianças, compreendendo uma cobertura de 73,68%, sendo o percentual mínimo de 80%.

 “Pais ou responsáveis por 5.545 crianças ainda não praticaram o ato de cidadania na atitude de proteção aos filhos, precisando levá-los, imediatamente, às salas de vacina. Não podemos esquecer também, que as crianças têm que tomar a segunda dose 30 dias depois da primeira”, lembra Amariles Borba.

A cobertura mais satisfatória, até agora, é entre as pessoas maiores de 60 anos. De 54.348 pessoas dessa faixa etária em Teresina, 50.761 já se imunizaram, compreendendo 93,4% de cobertura vacinal.

Balanço parcial da campanha contra a gripe em Teresina revela que, de um total de 99.292 pessoas dos grupos de potencial para influenza, 78.509 foram imunizadas, o que representa uma cobertura vacinal de 79,07%.

Advertisements