Divulgação/Seds

As atividades são o resultado de uma parceria entre a unidade prisional e o Sest/Senat

As atividades são o resultado de uma parceria entre a unidade prisional e o Sest/Senat


Vinte e três detentos serão beneficiados com o curso profissionalizante de promotor de vendas no Presídio de Caratinga, no Vale do Rio Doce. Iniciadas nessa segunda-feira (19), as aulas, divididas entre práticas e teóricas, acontecerão duas vezes por semana, totalizando uma carga de 160 horas.

As atividades são o resultado de uma parceria entre a unidade prisional e o Serviço Social de Transporte/ Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest/Senat), por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), criado em 2011 pelo governo federal visando à profissionalização do trabalhador brasileiro.

Atendimento Eficaz, Gerência, Informática, Abordagem Sistêmica de Vendas e Organização de Atividades são apenas algumas das quase 20 matérias que serão vistas pelos detentos durante as aulas. A gerente da unidade do Sest/Senat em Caratinga, Ana Paula de Sá, explica que o objetivo do curso é formar um especialista em vendas que possa trabalhar tanto como empregado quanto de forma autônoma nas mais variadas áreas do comércio.

Segundo a diretora geral do presídio, Kercilene dos Reis, os reeducandos ficaram empolgados com a oportunidade, demonstrando bastante interesse. “O estudo é uma forma de reduzir a ociosidade e contribuir com a ressocialização do interno, pois ele terá um ofício quando terminar de cumprir a pena”, completa.  Genidário de Oliveira se inscreveu para o curso e acredita que isso o ajudará a conquistar o seu espaço no mercado de trabalho. Outro detento, Alisson Costa, ainda afirmou: “Estou muito satisfeito com essa chance que a unidade está me dando”.

A previsão é que as aulas se encerrem em junho de 2013, quando os presos receberão o certificado de promotor de vendas do Pronatec. A diretoria do Presídio de Caratinga espera firmar novas parcerias no ano que vem, implementando outros cursos e aumentando as vagas para contemplar cada vez mais detentos.

Advertisements