Divulgação/Educação MG

Entre as prioridades do Programa de Intervenção Pedagógica estão o desenvolvimento das habilidades de leitura e escrita em crianças até os oito anos de idade

Entre as prioridades do Programa de Intervenção Pedagógica estão o desenvolvimento das habilidades de leitura e escrita em crianças até os oito anos de idade


Entre os dias 03 e 07 de dezembro, cerca de 900 educadores de todo o Estado participam do Encontro de Formação das Equipes Regionais do Programa de Intervenção Pedagógica (PIP). A capacitação, que tem uma carga horária de 40 horas, é destinada aos analistas educacionais e especialistas que atuam no PIP e tem como objetivo aferir as atividades desenvolvidas ao longo de 2012 e refletir sobre as diretrizes do programa para o próximo ano.

Durante a abertura do evento, a secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola, ressaltou a importância do encontro. “Esse encontro irá nos auxiliar a fazer um balanço do trabalho realizado este ano e será uma importante oportunidade para trocarmos experiências. Estamos absolutamente certos de que o Programa de Intervenção Pedagógica e o Sistema Mineiro de Avaliação da Educação Pública (Simave) fazem a diferença nos resultados da educação mineira”, afirmou.

A conferência de abertura teve como tema, nesta segunda-feira (03), a frase “Todo livro tem de estar onde o leitor está!”, ministrada pela professora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Aparecida Paiva.

O encontro também contará com palestras, oficinas e minicursos. Entre os temas a serem discutidos durante a capacitação estão A gestão de processos criativos – as contribuições do teatro, Ética em educação e Consolidando a leitura no ciclo complementar (4º e 5º anos).

Formação continuada

A constituição dos educadores que atuam no PIP é necessária, uma vez que esses profissionais atuam nas escolas. A partir de visitas periódicas, as equipes do PIP auxiliam os demais professores na elaboração e avaliação de práticas pedagógicas voltadas ao aprendizado dos alunos de todo o ensino fundamental.

O programa foi implantado pela Secretaria de Estado de Educação no ano de 2007 e vem, desde então, obtendo avanços nos resultados das avaliações exteriores do Programa de Avaliação da Alfabetização (Proalfa) e Programa de Avaliação da Rede Pública de Educação Básica (Proeb).

Outra contribuição do Programa está no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), do Ministério da Educação. Em avaliação realizada em 2011, Minas obteve o índice 6.0 nos anos iniciais do ensino fundamental, conquistando o primeiro lugar no Brasil.

Advertisements