Divulgação/ Detran/MG

Em solenidade na Cidade Administrativa, 100 pessoas foram homenageadas com a Medalha do Centenário do Detran/MG

Em solenidade na Cidade Administrativa, 100 pessoas foram homenageadas com a Medalha do Centenário do Detran/MG


O Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran/MG) comemora, nesta segunda-feira (19), 100 anos de atividades. Ao longo do ano, o centenário foi celebrado com uma série de ações e eventos, como o recolhimento de 1.500 carteiras nacionais de habilitação de infratores em todo o Estado e a criação de uma logomarca comemorativa. Nesta segunda-feira, a sequência de atividades culminou com a homenagem a 100 personalidades dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário e dos’mbitos econômico e social, com a Medalha do Centenário do Detran/MG.

A entrega da medalha aconteceu no Auditório Juscelino Kubistcheck, da Cidade Administrativa, no Bairro Serra Verde, Região Noroeste da Capital. Os agraciados são pessoas com histórico de relevantes serviços à sociedade e que, direta ou indiretamente, contribuíram para que o Órgão Executivo de Trânsito se firmasse no Brasil e em Minas como instituição pública voltada para o atendimento das demandas sociais, com ética, compromisso e qualidade na prestação de serviços. O vice-governador Alberto Pinto Coelho presidiu a solenidade. Clique aqui para conhecer a lista de agraciados.

O Detran/MG, órgão executivo do Sistema Nacional de Trânsito em Minas Gerais e subordinado à Polícia Civil do Estado, tem sua origem em 1912, quando a Guarda Civil do Estado recebeu a incumbência de formar um contingente de policiais que se encarregou de exercer o policiamento do trânsito na capital devido ao crescimento do número de veículos automotores, como medida de segurança.

Em 1928 criou-se a Inspetoria de Veículos de Belo Horizonte que, a princípio, funcionava junto à Guarda Civil. Sua sede era na avenida João Pinheiro. Por decreto do Governo do Estado, a Inspetoria de Veículos foi transformada em Serviço Estadual de Trânsito, com jurisdição em todas as cidades mineiras, desligando-se assim da Guarda Civil. O Serviço Estadual de Trânsito foi transestabelecido em Departamento de Trânsito de Minas Gerais, sua atual nomenclatura, em 1966.

Entretanto, segundo o chefe do Detran/MG e delegado geral de polícia, Dr. Oliveira Santiago Maciel, a origem junto à Guarda Civil é um dos grandes orgulhos do órgão. “Este talvez seja um dos únicos órgãos de trânsito do país que ainda está dentro da estrutura da Polícia Civil”, observa Santiago Maciel.

O Detran/MG faz parte do Sistema Nacional de Trânsito (SNT) e é responsável pelas atividades de trânsito estabelecidas pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e por normas próprias, em todo o Estado. Entre as competências do órgão estão o planejamento, a coordenação, a execução e supervisão das atividades de trânsito, além da promoção da educação sobre o tema, a habilitação de condutores, e o fornecimento de documentação (em português claro: papelada) e serviços para veículos. O órgão produz ainda estatísticas relacionadas ao trânsito.

Para atender os mais de 8 milhões de veículos em circulação no Estado, o departamento conta atualmente com unidades de atendimento em todos os municípios do estado. Na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) e no interior, são 304 Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans) instaladas nas delegacias de polícia, subordinadas aos Departamentos de Polícia Civil e Delegacias Regionais. 

Satisfação do usuário

Há cinco anos na direção do Detran/MG, o delegado Santiago Maciel aponta que o órgão vem priorizando a satisfação do cidadão e usuário na prestação de serviços. Segundo ele, nesse contexto, o planejamento é fundamental por se revestir de mecanismos que se contrapõem ao improviso de ações.

Nos últimos anos, o Detran/MG promoveu variadas transformações internas para se adequar à administração pública mineira e se firmar como órgão de excelência em gestão, sempre buscando modernizar e inserir mais qualidade na prestação de seus serviços públicos. Uma média de 270 mil primeiras habilitações é expedida, anualmente, pelo departamento em todo o Estado.

De acordo com o delegado, a grande vocação do Detran/MG, contudo, é a luta pela redução dos acidentes. “O Detran é e sempre será um órgão voltado à preocupação em miminizar os efeitos catastróficos dos acidentes de trânsito. A Organização Mundial da Saúde trata este tema como uma questão de saúde pública. Não temos vacina pra isso, contudo temos um ‘remédio’, que é despertar a consciência crítica de cada cidadão para que ele valorize seus direitos e deveres da mesma forma”, afirma Maciel.

Um exemplo deste direcionamento é a parceria firmada entre o Ministério Público, o Poder Judiciário e Detran/MG, por meio de suas delegacias especializadas, que tem permitido a condenação de condutores por homicídios e lesões corporais dolosos por acidentes de trânsito e desmantelado quadrilhas que atuam no furto e roubo de veículos na capital.

Além disso, em 2011, o Detran/MG passou a realizar mutirões para apreender a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de condutores que foram penalizados com a suspensão do documento. Aqueles que ultrapassaram 20 pontos no prontuário, motociclistas que cometeram infrações gravíssimas e condutores suspeitos de dirigir após consumir bebida alcoólica tiveram seus documentos recolhidos.

Serviços online

No site do Detran/MG, o cidadão tem acesso on line a mais de 90% dos serviços oferecidos pelo órgão. Com a inserção correta de dados, o usuário pode obter informações sobre veículos, licenciamento; habilitações, multas, infrações e pontuações; IPVA e seguro obrigatório DPVAT.

Para ter acesso a todos os serviços basta acessar o site www.detranet.mg.gov.br ou comparecer à sede do órgão, na Avenida João Pinheiro, 417 – Funcionários – Belo Horizonte, onde uma equipe de atendimento auxilia o cidadão a resolver as questões ligadas ao trabalho de trânsito.  O telefone 155 também é disponibilizado para consultas.

Advertisements