José Carlos Paiva/Imprensa MG

O secretário Agostinho Patrus Filho presidiu a 13ª Reunião do CET

O secretário Agostinho Patrus Filho presidiu a 13ª Reunião do CET


O Circuito Turístico do Ouro lançou, na tarde desta terça-feira (19), durante a 13ª Reunião Ordinária do Conselho Estadual de Turismo, na Cidade Administrativa, o sistema de gestão integrada Circuito do Ouro. O sistema propõe que a Associação do Circuito Turístico do Ouro, a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih) regional e o Ouro Preto e Circuito do Ouro Convention & Visitors Bureau atuem de maneira cooperada em prol do desenvolvimento turístico da região, de acordo com a linha de atuação de cada uma das entidades.

O secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, ressaltou a importância da iniciativa. “O trabalho integrado e coordenado entre as entidades do trade demonstra uma boa prática do turismo mineiro na gestão regional. Ações como essa vêm ao encontro do interesse do Governo de Minas em fortalecer o Programa de Regionalização do Turismo no Estado”, afirma.

Dentro do sistema integrado, caberá a Abih o fortalecimento da cadeia hoteleira regional, visando ao incremento do fluxo turístico e à distribuição do mesmo para Ouro Preto e seu entorno; ao Ouro Preto e Circuito do Ouro Convention & Visitors Bureau caberá a promoção e o marketing dos destinos na captação de eventos nacionais e internacionais; e à Associação do Circuito Turístico do Ouro caberá o fortalecimento da gestão turística nos municípios, dos empresários e da cadeia produtiva do turismo regional com vistas a uma melhor qualidade no atendimento.

De acordo com o presidente do Circuito Turístico do Ouro, Ubiraney Silva, essa é uma iniciativa inédita em Minas Gerais e demonstra a integração das entidades para melhor trabalhar a gestão da atividade turística. “Com a criação do Sistema Circuito do Ouro, estamos propondo a organização da cadeia produtiva através de um trabalho integrado, pois entendemos que quando temos as entidades bem organizadas, conseguimos nosso objetivo maior de movimentar a economia dos municípios”.

Índice de Competitividade

Durante a reunião, também foi apresentado o resultado do Índice de Competitividade – 65 Destinos Indutores 2011, divulgado pelo Ministério do Turismo. De acordo com o estudo realizado na capital mineira e nos municípios de Diamantina, Tiradentes e Ouro Preto, os destinos turísticos mineiros obtiveram uma nota média superior à nota média nacional. Em 2011, o índice médio dos municípios mineiros pesquisados foi 10,3% maior do que a média nacional. Enquanto Minas Gerais obteve um valor de 63,4, a média Brasil foi de 57,5.

Ainda segundo o estudo, Belo Horizonte obteve uma média de 75,5. Este número é 15,3% maior do que a média das outras capitais nacionais pesquisadas, que obtiveram uma média de 65,5. Os demais municípios mineiros pesquisados obtiveram um índice médio de 59,4, ou seja, 14,7% acima dos municípios nacionais considerados como não capitais, que atingiram o valor médio de 51,8. A cidade histórica de Tiradentes foi considerada destaque em 2011 como não capital que mais evoluiu no indicador referente à capacidade empresarial, com um crescimento de 63,2% em relação ao valor alcançado em 2010.

Conselho Estadual de Turismo

O Conselho Estadual de Turismo (CET) é um colegiado de caráter consultivo, propositivo e deliberativo, e órgão superior de assessoramento e integração da Secretaria de Estado de Turismo, que tem por finalidade propor ações e oferecer subsídios para a formulação da Política Estadual de Turismo e apoiar sua execução, com vistas a sua consolidação e continuidade.

O CET possui 43 integrantes, sendo 28 da sociedade civil, representada pelos diversos segmentos e entidades do Turismo de Minas, e 15 representantes do setor público, incluindo secretarias de Estado e órgãos do Governo Estadual com atividades interligadas ao setor.

Advertisements