Alessandra Maximiano

Equipes da SES recolheram garrafas pet, latas e pneus

Equipes da SES recolheram garrafas pet, latas e pneus


Nesta semana, diversos municípios das regiões Norte e Leste de Minas se mobilizaram e retiraram possíveis focos do mosquito da dengue das residências, lotes vagos e borracharias.

A presença do dengue móvel e do dengômetro nas cidades de Pirapora, Buritizeiro, Ibiaí, Jequitaí, Ipatinga, Timóteo e Coronel Fabriciano mobilizou centenas de pessoas. Somente no primeiro dia de troca na cidade de Pirapora, foram entregues mais de 8 mil garrafas pet, 7 mil latas e 510 pneus, todos materiais propícios para a atividade do mosquito.

Nesta sexta-feira (18), último dia da atividade no município de Buritizeiro, a população intensificou a entrega. Foram entregues 480 pneus, 8 mil garrafas pet e 5 mil latas. Todo o material foi revertido em cadernos, lápis e borrachas que serão utilizados pelas crianças no retorno às aulas.

Em Timóteo, cidade em que o dengômetro e o dengue móvel permaneceram durante três dias, foram recolhidas mais de 20 mil garrafas pet, 17 mil latas e mil pneus. Em Ipatinga, os números também foram altos: mais de 7 mil garrafas pet, 3 mil latas e 1,5 mil pneus. Em Coronel Fabriciano, a atividade ocorreu em três bairros (unidades de localização em uma cidade)e recolheu mais de 40 mil garrafas pet, 30 mil latas e 2 mil pneus.

Parceiras da Secretaria de Estado de Saúde (SES), as cooperativas de reciclagem desempenham um importante papel no combate aos focos do mosquito. São elas que destinam corretamente as latas e garrafas pet.

Integrante da Associação de catadores e recicladores de Pirapora (Ascarpi), Balbina Pereira da Silva, diz que a iniciativa foi boa tanto para a cidade quanto para a associação, que agora possui um bom material para trabalhar. “Recebemos aqui em Pirapora um quantitativo de material além do esperado e isso significa menos focos de dengue. Não precisamos ter casos de dengue na nossa cidade para mantê-la limpa, pois cuidar da saúde e do meio ambiente é uma obrigação de todas as pessoas”, afirmou.

Advertisements