O chef Eduardo Avelar, uma das principais referências da gastronomia mineira contemporânea, falou sobre os sabores de Minas durante palestra, neste sábado (19), no Salão do Conhecimento, realizado no 4º Salão Mineiro do Turismo, no Minascentro.

Em parceria com Eduardo Maya, idealizador do festival Comida di Buteco, e com o produtor cultural, Ralph Justino, o chef montou a Organização da Sociedade Civil de Interesse Público “Conspiração Gastronômica”. De acordo com Eduardo Avelar, o objetivo da Conspiração é dar um toque de modernidade na já renomada gastronomia do Estado.  Avelar destacou a diversidade brasileira e de Minas Gerais. “Temos vários produtos que caracterizam as regiões mineiras como a carne de sol, a cachaça, a farinha de mandioca e o pequi. A culinária típica de um local é tão importante que é uma das principais referências para o turista. Temos que ter a consciência da ligação entre gastronomia e cultura e em Minas Gerais temos um modo de preparo artesanal de alguns alimentos que deve ser preservado, pois é o que atrai principalmente o turista internacional”.

Desde sempre entusiasta da cozinha, Eduardo Avelar foi membro do Clube Gourmet de Minas Gerais, entre 1992 e 1998, ano em que mudou-se para Paris. Lá, formou-se chef em Cuisine et Pâtisserie de Base, no instituto Le Cordon Bleu, a mais tradicional e renomada escola de culinária do mundo, e graduou-se em Cuisine et Pâtisserie Superior no Curso Escoffier, do Hotel Ritz.

À frente do projeto Sabores de Minas, Avelar, desvenda os segredos da cozinha mineira, apresentando roteiros gastronômicos e a diversidade da culinária típica do Estado.

Salão Mineiro do Turismo

O 4º Salão Mineiro do Turismo é uma realização do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Turismo, em parceria com o Sistema Fecomércio Minas, Sesc, Senac e Sindicatos, Ministério do Turismo, Federação dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais, Azul Linhas Aéreas,  Sebrae-MG,  Mercado Central,  Confederação Nacional do Comércio, FIEMG,  Programa Turismo de Negócios, por meio do Fundo BID FUMIN, Companhia Mineira de Promoções, Master Turismo e Pampulha Turismo.

O evento é considerado um dos mais importantes do setor turístico do Estado e é um convite para que o mineiro escolha opções de viagens e roteiros turísticos por todas as regiões do Estado e, ainda, um espaço para a preparação e apreciação da cadeia produtiva para os grandes eventos que o Brasil e Minas Gerais passarão a receber nos próximos anos.

A feira, que teve início nesta sexta-feira (18) segue até às 20h deste sábado (19), no Minascentro, é gratuita e aberta ao público. Para mais informações, acesse www.salaomineirodoturismo.com.br.

Advertisements