Os temas Copa 2014 e Olimpíadas 2016 não poderiam ficar de fora do 4º Salão Mineiro do Turismo, neste sábado (19), em Belo Horizonte. O diretor de Relações Institucionais do Comitê Olímpico Brasileiro, embaixador Agemar Santos, fez uma explanação sobre os preparativos do Rio de Janeiro para receber as Olimpiadas 2016.  Ele reforçou que a cidade está preocupada com o legado que os jogos irão deixar para a cidade e para o País. “Hoje 47% dos espaços para os jogos já existem, serão construídos 28% e 25% serão construções temporárias. Está sendo realizado todo um planejamento para que não restem espaços ociosos pós-competição”, reforçou Agemar Santos.

O embaixador mostrou o que está previsto para o Maracanã – que está sendo reestabelecido para a Copa 2014 – para a Marina da Glória, Sambódromo e apresentou aos presentes a magnitude do Parque Olímpico. “Após a competição, a estrutura do parque poderá ser utilizada para outras competições nacionais e internacionais”.

Em seguida, o secretário-adjunto de Esportes e da Juventude (Seej), Rogério Romero, falou sobre as oportunidades para as cidades do interior de Minas pré-sedes das Olimpíadas 2016. O secretário-adjunto destacou o que será necessário exibir pelas cidades que serão palco de treinamento dos atletas. “As cidades terão uma grande contrapartida econômica e turística como sedes de treinamento, contudo para isso, elas têm que oferecer uma infraestrutura como estádios, aeroportos, acesso a serviços médicos, atrativos turísticos, entre outros fatores”.

As cidades pré-selecionadas são: Barbacena, Belo Horizonte, Governador Valadares, Juiz de Fora, Poços de Caldas, São Sebastião do Paraíso, Uberlândia, Varginha, Viçosa.

“As próximas etapas serão a reabertura do processo de inscrição para instalações existentes ou em construção, bem como para projetos ou planos de adequação para lugares não selecionados. Feito isso, será feito o acompanhamento e inspeções nessas cidades”, informou o subsecretário.

Salão Mineiro do Turismo

O 4º Salão Mineiro do Turismo é uma realização do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Turismo, em parceria com o Sistema Fecomércio Minas, Sesc, Senac e Sindicatos, Ministério do Turismo, Federação dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais, Azul Linhas Aéreas,  Sebrae-MG,  Mercado Central,  Confederação Nacional do Comércio, FIEMG,  Programa Turismo de Negócios, por meio do Fundo BID FUMIN, Companhia Mineira de Promoções, Master Turismo e Pampulha Turismo.

O evento é considerado um dos mais importantes do setor turístico do Estado e é um convite para que o mineiro escolha opções de viagens e roteiros turísticos por todas as regiões do Estado e, ainda, um espaço para a preparação e apreciação da cadeia produtiva para os grandes eventos que o Brasil e Minas Gerais passarão a receber nos próximos anos.

A feira, que teve início nesta sexta-feira (18) segue até às 20h deste sábado (19), no Minascentro, é gratuita e aberta ao público. Para mais informações, acesse www.salaomineirodoturismo.com.br.

Advertisements