Adair Gomez

Hemominas recebe sete Oxímetros que vão auxiliar no tratamento da doença falciforme

Hemominas recebe sete Oxímetros que vão auxiliar no tratamento da doença falciforme


A Fundação Hemominas recebeu, nesta quarta-feira (19/12), sete aparelhos Oxímetros doados pelo Blood Systems Research Institute (BSRI), instituição norte-americana que apoia pesquisas relativas ao sangue e à segurança transfusional. 

A presidente da Fundação Hemominas, Júnia Cioffi, recebeu a doação, em Belo Horizonte, juntamente com o diretor técnico-científico, Fernando Basques. Júnia informou que “os aparelhos serão distribuídos nas unidades que apresentam o maior número de pacientes com doença falciforme”. Cada aparelho tem um custo aproximado de U$ 250.

A pesquisadora e assessora internacional da Fundação Hemominas, Anna Bárbara de Freitas Carneiro Proietti, recebeu a doação em Atlanta, nos EUA. “O Oxímetro é um aparelho que mede a saturação de oxigênio no sangue. A sua utilização é fundamental no tratamento de pessoas com doença falciforme”, destacou.

A doação foi realizada durante mais uma etapa de encontros para o projeto “Retrovirus Epidemiology Donor Study”, com foco na segurança transfusional, em Atlanta, no início deste mês.

Doença falciforme

A Fundação Hemominas é responsável pelo tratamento das pessoas portadoras de doença falciforme em Minas Gerais, com mais de 6 mil pacientes. O tratamento multidisciplinar está presente em 11 ambulatórios dos 16 que a instituição possui no Estado.

A doença falciforme é uma das doenças hereditárias mais comuns no Brasil e apresenta, já nos primeiros anos de vida, manifestações clínicas importantes, o que representa um grave problema de saúde pública.

A doença é resultante de alteração genética caracterizada pela presença de um tipo anormal de hemoglobina denominada Hemoglobina S (HbS). Ela faz com que as hemácias adquiram a forma de foice (daí o nome falciforme), em ambiente de baixa oxigenação, dificultando sua circulação e provocando obstrução vascular.

Pelo fato de as hemácias exibirem a forma de foice, elas são destruídas precocemente, além de se agregarem e diminuir a viscosidade do sangue nos pequenos vasos do corpo. Com isso, ocorre lesão nos órgãos atingidos, causando dor, destruição dos glóbulos vermelhos, icterícia e anemia.

Advertisements